5 de setembro de 2008

TRI falcatrua: recordar, é viver

Está lá na página da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, dia 18 de outubro de 2005:
Conforme o secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, a bilhetagem trará efetivo ganho de tempo aos usuários, além de ser uma etapa para a implantação da tarifa única na Capital. "O sistema irá gerar uma mudança significativa na cultura e no comportamento dos usuários, porque elimina a relação tarifa/veículo e passa para uma relação usuário/sistema. O pagamento de
uma tarifa* permitirá a utilização de mais de um veículo. Isso será um passo decisivo na modernização do transporte coletivo", afirma.
Ou seja, o/a munícipe porto-alegrense tinha a promessa de
pagar 1 passagem* na relação usuário/sistema e, hoje, paga a metade* da passagem!!!*Grifos nossos.

2 comentários:

Rodrigo Cardia disse...

É...
E ainda tem outro fato muito suspeito: o fato dos créditos do cartão serem dados em reais, e não em passagens. Aí a tarifa aumenta, e pagaremos mais: adeus passagem antecipada!
Lembro que em março, quando percebi a falcatrua, mandei um e-mail para o site do TRI questionando a respeito, e me disseram que haverá um período em que o cartão descontará a tarifa antiga (quanto tempo, não especificaram). Porém, como os aumentos das passagens sempre têm acontecido em fevereiro, certamente em março, quando todo mundo voltou das férias, ninguém mais terá a colher-de-chá...

Dialógico disse...

Muito bem destacado, Rodrigo!
Obrigada.