27 de outubro de 2008

2º turno 2008: comentários preliminares 4




O que a reeleição do Fogaça pode nos dizer? Além de consagrarmos um incompetente, porque é um fato histórico a reeleição na capital, é a primeira vez que isso acontece:






1. não tem problema um prefeito ser desconhecido. Charge do Kayser de 22 de abril de 2006:

2. pode ter secretário, ou presidente de autarquia envolvido em escândalos como consta aqui e aqui.
3. pode ser apoiado por gente que está sob investição como consta aqui, aqui e aqui.
4. pode mudar de partido (e, futuramente, renunciar para concorrer ao senado).
5. pode usar a máquina pública e mentir descaradamente.
6. entre outras coisas.
"A população politizada de Porto Alegre sabe votar com consciência..."

2 comentários:

Muniz disse...

Cláudia,

Não sou petista, muito pelo contrário, me considero um opositor ao governo Lula e suas políticas predatórias ao meio ambiente, que incentivam o agronegócio exportador em detrimento da agricultura familiar (que é quem de fato produz alimentos), seu avanço pequeno na reforma agrária, sua política econômica que privilegia o capital financeiro internacional...

dentre outras coisas, mas é preciso admitir que nunca na história do Brasil um governo teve tanta preocupação com o social como o governo Lula. Por vitórias do povo como as cotas e o investimento na melhoria do ensino superior (apesar de certas iniciativas de caráter privatista), programas de redistribuição de renda etc. aprendi a respeitar o PT, apesar da corja dirceuziana (da qual, aliás, faz parte a Mariazinha) aloprada...

Sou filiado ao PSOL, mas votei em Maria do Rosário no segundo turno. Não por acreditar que fosse a melhor opção. Na verdade, acho-a uma candidata muito ruim, e foi por isso que o PT perdeu.

Por fazer o jogo de candidatos como Fogaça, que investe pesado em propaganda, marketing, até mesmo coerção física (a turma escrota do PTB), foi que o PT perdeu.

O que penso: caso o PT tivesse assumido a discussão séria dos problemas da cidade e atacado as (inúmeras) deficiências da gestão Fogaça, poderia ter ganho.

No fim, predominou a visão mercadológica de que o eleitor não gosta do confronto, da discussão, enfim da política. Perde Porto Alegre, com mais quatro anos desse incompetente na prefeitura.

E, me cobra daqui a quatro anos: Luciana prefeita 2012! =)

Cristiano Muniz disse...

ah, me ajuda a divulgar a palestra sobre o Pontal do Estaleiro na Fabico. =D

abraço!