14 de outubro de 2008

Direto do blog Paidéia Gaúcha:

Hoje a população de Porto Alegre acordou e descobriu-se envolvida em um segundo turno singular: em vez de dois candidatos, como prevê a lei, teremos três. De um lado Maria do Rosário, de outro Fogaça e ZéAgaH. Quando o candidato Fogaça fica numa saia justa, entra em campo ZéAgaH. Quando o debate termina sem que o candidato Fogaça vá bem, ZéAgaH prolonga o debate e manifesta-se.
Fogaça ficou sem resposta, ou respondeu muito mal, uma série de questões no debate da TVCom, mas principalmente as relativas ao reassentamento das Vilas Dique e Nazaré, a verba perdida para as creches, os desmanches ilegais e a redução do número de alunos nas escolas municipais. No tempo do debate televisionado, prevaleceu a versão apresentada por Maria do Rosário. Mas ZéAgaH decidiu que só que fala a verdade é ZéAgaH, ou Fogaça (mas este parece ser incapaz de comportar-se como prefeito, que dirá como oráculo...).
Não vou cansá-los repetindo uma a uma estas questões. Reproduzo só uma...
No caso da Vila Dique e Nazaré, Maria do Rosário disse que a maioria dos recursos para o reassentamento será do Governo Lula, Fogaça disse que serão somente 25% de recursos do Governo Federal e os outros 75% serão do Municipio. ZéAgaH disse: "O Ministério das Cidades confirma a informação de Fogaça e garante que os custos da remoção serão rateados entre município, governo federal e financiamento da Caixa Econômica Federal a ser assinado. Segundo o ministério, R$ 10 milhões são oriundos de emendas parlamentares, R$ 33,5 milhões são da União a fundo perdido, R$ 38 milhões serão financiados e R$ 10,4 milhões são do município. Fogaça sustenta que haverá R$ 53 milhões da prefeitura, incluindo obras de infra-estrutura. A partir de 2009, o município deve começar a remover os moradores das duas vilas próximas ao aeroporto Salgado Filho para liberar a área e ampliar a pista."
Confirma a informação de Fogaça????
Não confirma nem usando as usando as informações do próprio pasquim:
Governo Lula - R$ 10 milhões de emendas + R$ 33,5 milhões da União a fundo perdido + R$ 38 milhões da Caixa Econômica Federal = R$ 81,5 milhões - 89,1%
Governo municipal (provisóriamente Fogaça) - R$ 10,4 milhões - 10,9%
Total: R$ 91,5 milhões - 100%
Reinventaram a matemática?
Poderia ser dito que Fogaça sustenta que haverá R$ 53 milhões da prefeitura, mas quem disse que o Governo Lula entraria só com 25% - e esta provado que não é só isso - pode inventar R$ 53 milhões, não?

De qualquer forma, vamos refazer a conta, dando mais uma chance ao prefeito atual:
Governo Lula - R$ 81,5 milhões - 60,6%
Versão Fogaça para o aporte municipal - R$ 53 milhões - 39,4%
Total - R$ 134,5 milhões
Que coisa hein? Tentativa de calote eleitoral descarada!!!!

Um comentário:

Milton Ribeiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.