9 de outubro de 2008

Não aos espigões

Mais um blog combativo de moradores, agora, da Cidade Baixa. Não aos espigões "é um veículo de denúncia aos "espigões", grandes prédios com mais de 10 andares que cada vez mais vem sendo construídos pela cidade, especialmente em locais que não suportam esse tipo de construção. A idéia é mostrar a população, fotos, textos, documentos que provem que a construção indevida desses prédios pode desencadear problemas estruturais básicos para o funcionamento dos bairros" e tem o nosso querido Santiago como um dos fundadores do movimento.
Estamos em mais esta luta também!

5 comentários:

Lau Mendes disse...

Claudia/Eugênio, me permitam o comentário de aparente "fora do lugar", falo do mesmo assunto.
Senhor Presidente a coisa por aqui esta difícil e sem seu apoio o risco é maior. Maria do Rosário é PT e não me importa de que corrente, sou partidário. Não fosse assim não haveria motivo do meu voto. Não apoiar Maria do Rosário pensando em 2010 é bobagem. O PMDB, esta estrovenga gigantesca que se tornou o outrora aguerrido partido, não irá apoiar a candidatura do PT a presidente pois certamente terão candidato próprio. Lembre, o “Aécinho” vai pular a cerca de bom grado, vem telegrafando faz horas. Quanto ao legislativo, use e abuse dos seus altos índices de aprovação, fale alto e em bom tom, dê nome aos bois e o recado será anotado. A hora é agora. À la Evo, à la Hugo Chaves.

claudia cardoso disse...

Lau, acho que o PMDB quer fazer, se isto for verdade, chama-se chantagem. TB acho que está na hora do Lula lembrar-se que é filiado ao PT acima de tudo! E que o PMDB, no RS, sempre foi oposição. A começar pelo vitalício Simon na própria bancada do Senado, a cuspir no microfone contra o "mensalão" que não existiu.
E podes utilizar este recurso para mensagens!

Anônimo disse...

Mensalão que não existiu?

ahahahahahahah!

Anônimo disse...

Se o mensalão não existiu, o que era toda aquela picaretagem? Por que o PT celebrou contrato com Marcos Valério? Tem que ser muito alienado.

Dialógico disse...

Pessoal, se vocês não recordam, a CPI do mensalão, cujo relator foi o Deputado Ibraim Abi Ackel, foi encerrada por não possuir prova da existência.
As pessoas podem acusar livremente, mas, no momento de asinar um documento, negaram-se.
A hipótese viável e não levada adiante, é que tenha sido caixa 2. Como o tema caixa 2 é tabu para PMDB, PSDB, BEM, PPS, PDT, partidos de direita, a mídia, juntamente, com tais partidos, decidiram cunhar o termo de "mensalão" no caso do PT, para que pessoas, como vocês dois anônimos, possam arrotar idiotices como essas.
Talvez, vocês nem seham mal-intencionados, apenas ignorantes. Natural, porque nem sequer citaram que, se Marcos Valério - nós dissemos SE - entabulou algum tipo de safadeza com políticos do PT, ele não seria o que se tornou, se não fosse o Senador Eduardo Azeredo do PSDB (do FHC e da Yeda), CAIXA 2 CONFESSO!!!
o que falamos sobre mensalão? Ah! Que não existiu, o que poderá ter existido naquele caso, foi dinheiro de caixa 2...
Boa sorte para os dois polianas!!