7 de outubro de 2008

O Comunismo não é vermelho

"Bom, vamos começar nossa reunião. Queremos ganhar as eleições mas pra isso necessitamos mudar algumas coisas. Começando por essa cor: vermelho não dá!! E não por ser a cor do segundo time da cidade, mas o vermelho escancara o partido da candidata e isso ninguém dessa sala quer, certo? Ok, já que todos concordam, vamos continuar. Quais cores vocês têm em mente?? Roxo brilhante e amarelo limão? Belíssima idéia! Mostra o perfil jovem e descolado da nossa candidata, sua feminilidade e ainda disfarça qual é seu partido! E lembrem-se, está proibido três coisas durante nossa campanha: citar com orgulho o nome da sigla, falar que o vice é de um partido que não é oposição e ainda falar o nome do vice. Porque vocês estão carecas de saber que metade além de ser colorada ou tricolor, essa cidade-estado também é anti ou a favor ao partido da oposição. E sabemos que o que rola por aí é que quem vota nessa grande oposição é comunista, não podemos lembrar o povo que também somos! Agora nossa ideologia é uma beleza e cores vibrantes."

Continue a leitura no blog A vida não é um filme.

3 comentários:

Felipe disse...

Bah, aquele post sobre o "Eleitor" esta totalmente relacionado sobre o que eu escrevi. Pelo jeito, minha teoria sobre os marketeiros eh valida!! Hehehhe!

Ateh me assustei quando li a minha ideia em outras palavras.

Dialógico disse...

Com certeza!!
Abraço!!

Ulisses Adirt disse...

Bela indicação... Mas, realmente, não era o q eu esperava encontrar qdo fui ler o texto.