30 de outubro de 2008

População mobilizada pára a Câmara de Veradores em Porto Alegre

Finalmente, algo que cheire a democracia direta, participativa. A votação do projeto Pontal do Estaleiro foi barrada pela mobilização do Fórum de Entidades, DCE/UFRGS, PSOL entre outros e outras. Confira:Invadimos a CÂMARA!!!!!
Hoje à tarde, em protesto contra o projeto Pontal do Estaleiro, estudantes, ambientalistas e entidades do município ocuparam o plenário da Câmara de Vereadores, entoando palavras de ordem contra os edis favoráveis ao empreendimento.
Seguranças do legislativo portoalegrense e guardas municipais tentaram bloquear a passagem dos manifestantes, agredindo e intimidando fisicamente alguns dos estudantes que forçaram a entrada na Câmara.
A vereadora recém-eleita Fernanda (PSOL) conseguiu marcar uma reunião na próxima segunda-feira (3/11) com o presidente da Câmara, Sebastião Melo (PMDB), para discutir sobre o tema.
PARABÉNS a todos os companheiros de LUTA: Fórum de Entidades, DCE/UFRGS, DA da Arquitetura/UFRGS, PSOL, nossa vereadora Fernanda, ambientalistas e todos aqueles que vêm exercendo sua CIDADANIA em prol de uma cidade com mais participação popular nos processos de decisão e com melhor qualidade de vida para as gerações futuras. Lembrando as palavras de ordem que invocamos ao deixar o plenário da Câmara hoje à tarde: O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!
E o que eu considero mais importante desta articulação (que eu e os companheiros da UFRGS estamos promovendo) dos estudantes com os movimentos sociais da cidade é AMBOS TÊM MUITO A APRENDER E A GANHAR com esta aliança. A juventude aprende com a experiência dos velhos companheiros e suas lutas, e o movimento social ganha com a vitalidade e a força do grito dos mais jovens.
Ademais, acredito que, como estudantes de uma universidade federal, paga com recursos do POVO, temos a obrigação de exercer plenamente nossa CIDADANIA, em favor do bem comum, através do engajamento em lutas que transcendem ideologias, como a defesa do meio ambiente. Agora temos que atrair mais APOIO para nossa causa, até porque a luta por uma sociedade ambientalmente responsável não se resume ao Pontal de Estaleiro.
Continuaremos firmes e fortes na LUTA! Hoje com certeza saímos vitoriosos!
Fotos: Elson Sempé Pedroso/CMPA
Fonte: Não deixe o Pampa morrer

2 comentários:

Muniz disse...

Bah, tu não imagina como foi afudê ontem à tarde...

Me senti de fato um cidadão dessa cidade, participando diretamente do processo político.

Ao contrário do que se costuma dizer (que a juventude é alienada e despolitizada), penso que existe uma parcela considerável dos nossos jovens que anseiam pelo engajamento em alguma causa da sociedade (não necessariamente algo partidário).

E, um palpite meu: o PSOL está ocupando a lacuna deixada pelo PT quando este se aproximou do 'centro' no espectro ideológico.

abraço!

Anônimo disse...

"(...)através do engajamento em lutas que transcendem ideologias, como a defesa do meio ambiente."

Impressionante como o Direita ensina e divulga essse tipo "transcedencia" e a juventude academicamorde o anzol direitinho.

Falar de preservação e defesa do Meio-Ambiente sem posicionar ideologiacamente (o que é impossivel) é falar em vão. Novas ações de sustentabilidade não podem ser desvinculados de uma questão conjuntural, politica, economica e cultural. E para isso a ideologia como consciencia comum é fundamental. Um consciencia que esteja em constante transformação e aprimoramento (dialética), buscando transformar a sociedade de forma estrutural.
Para tanto, a superação do sistema capitalista por um novo sistema é indispensavel.

"Transcender as ideologias" é pura ilusao. Só o fato de ficar quieto e imovel, por exemplo, já uma posição ideológica: manter a atual situação.

Vamos nos desfazer mais das amarras ideologicas da burguesia que sempre nos educou,onde a universidade é a principal educadora.

Caso contrario, todo esse bonito movimento contra o projeto do Pontal será em vão.

Abraço.

Rafael
Tentando se libertar do discurso academico.