5 de março de 2009

Imperdível: documentário "Criança, a alma do negócio"

Na página do Instituto Alana:

Por que meu filho sempre me pede um brinquedo novo? Por que minha filha quer mais uma boneca se ela já tem uma caixa cheia de bonecas? Por que meu filho acha que precisa de mais um tênis? Por que eu comprei maquiagem para minha filha se ela só tem cinco anos? Por que meu filho sofre tanto se ele não tem o último modelo de um celular? Por que eu não consigo dizer não? Ele pede, eu compro e mesmo assim meu filho sempre quer mai. De onde vem este desejo constante de consumo?

Este documentário reflete sobre estas questões e mostra como no Brasil a criança se tornou a alma do negócio para a publicidade. A indústria descobriu que é mais fácil convencer uma criança do que umn adulto, então, as crianças são bombardeadas por propagandas que estimulam o consumo e que falama diretamente com elas. O resultado disso é devastador: crianças que, aos cinco anos, já vão à escola totalmente maquiadas e deixaram de brincar de correr por causa de seus saltos altos; que sabem as marcas de todos os celulares mas não sabem o que é uma minhoca; que reconhecem as marcas de todos os salgadinhos mas não sabem os nomes de frutas e legumas. Num jogo desigual e desumano, os anunciantes ficam com o lucro enquanto as crianças arcam com o prejuízo de sua infância encurtada. Contundente, ousado e real este documentário escancara a perplexidade deste cenário, convidando você a refletir sobre seu papel dentro dele e sobre o futuro da infância.

Direção Estela Renner
Produção Executiva Marcos Nisti
Maria Farinha Produções



ASSISTA AQUI VÍDEO COMPLETO (49 min)

O documentário "Criança, a alma do negócio" está disponível nos links abaixo:

DVD original 2.6gb - documentário em formato iso para ser copiado em DVD

AVI 700mb - documentário em formato avi para ser visto no computador (resolução 720x480)

MP4 196mb - documentário em formato mp4 compatível com iPod e computador (resolução 320x240)

AVI 46mb - trailer do documentário em formato avi para ser visto no computador (resolução 320x240 )



Diretor: Estela Renner
Ano: 2008

Um comentário:

caouivador disse...

Assisti o documentário, muito bom! Já baixei o vídeo, procurarei repassar para mais gente, em especial quem tem filhos pequenos ou pretende tê-los em breve.
É realmente um problema seríssimo: quando os pais querem o melhor para os filhos, algo chamado "felicidade" está incluído. Só que aí a criança, influenciada pela propaganda, quer ter mais e mais (roupas, brinquedos etc.). Vê os amiguinhos ganhando essas coisas e ela não, sente-se frustrada e excluída. Aí os pais ficam no dilema entre não deixar a criança mal-acostumada (pois elas não terão seus pedidos atendidos para sempre) e não fazer delas um "peixe fora d'água".
Definitivamente, publicidade voltada para crianças nem deveria existir: a função de escolher o que comprar para os filhos é dos pais, que têm mais senso crítico (em tese) para decidir o que é melhor para a criança. Só que atualmente há uma inversão desses valores.