28 de março de 2009

Mauro Renner ganhou, mas não levou

Acabamos de nos informar, no RSurgente, que a Governadora escolheu a procuradora Simone Mariano da Rocha para assumir a chefia do Ministério Público no Rio Grande do Sul, a segunda pessoa mais votada da lista tríplice encaminhada pelo MPE ao Governo do RS. Mauro Renner, que detinha o cargo, ficou em primeiro lugar na eleição interna, até com larga vantagem sobre a segunda colocada, mas não teve seu nome confirmado por Yeda, que justificou a escolha, através do critério "gênero".

Interessante o critério aplicado, afinal, há uma luta antiga sobre poder e gênero, na qual cargos importantíssimos ficam, costumeiramente, sob a responsabilidade do sexo masculino. Mas, nesse caso, salta aos olhos, outra questão mais séria: no nosso entender, Yeda Crusius agiu da mesma forma em relação aos seus desafetos políticos. Descartou-se de Mauro Renner, que, no afã de servir a Governadora, mais suspeição lançava sobre o seu desgoverno!

O MPE presidido por Mauro Renner não respondeu, à altura, sobre a compra da casa da rua Araruama, bem como sobre a criminalização do MST. Não reagiu em relação às ações violentas da BM contra professores e o próprio MST, entre outras situações graves vividas pelos riograndenses. Renner, pela sua sabujice, mereceu a derrota e deve estar se sentindo a pessoa mais idiota da face da terra!

No entando, não deixamos de pensar, o quanto fica cada vez mais grave a situação política no RS. Ao se descartar de antigos aliados, Yeda aprofunda as suspeitas de corrupção que envolvem a sua administração.

Bom, um importante cargo foi delegado a uma mulher e, mais do que ser mulher, é importante saber a visão de mundo desta pessoa, se está ligada aos direitos humanos, por exemplo.

Temos uma governadora que manda bater nos movimentos sociais. Temos um MPE que criminaliza o MST. O que pensa a Sra. Simone Mariano da Rocha a respeito disso?

Acompanharemos os próximos tempos com atenção redobrada.

Atualizado em 28/03/09, 17h56min.

Um comentário:

JÚLIO CÉSAR SCHMITT GARCIA disse...

Descartou, mesmo...
Questões muito bem colocadas, companheira Cláudia. Parabéns!
Abs,
Júlio