7 de novembro de 2006

Recordar é Viver II

Capa para jamais esquecer: o golpe midiático do 1º turno da eleição no Brasil.



2 comentários:

Brisa disse...

Oi, Cláudia!

Vim retribuir a visita ao meu blog e, especialmente o comentário enriquecedor do texto sobre os ataques que o Afropress anda sofrendo. Nestes momentos me sinto impotente, me restando ajudar a divulgar as barbáries sofridas.

Que bom que publicaste o texto do Marco, não o tinha lido. E esta capa da Folha foi um acinte histórico. Estranho esta imprensa que agora brada por liberdade em função dos repórteres da Veja terem sido convidados a visitar a PF não sofrer a mesma indignação quanto à condenação absurda sofrida pelo Emir Sader. A indignação deles é seletiva, aliás como tem sido sua praxe.

Abraço!

Flávia D. disse...

Cláudia!! essa capa ficará na história e o comportamento do Alberto Dines também. Leia o último texto dele no OI e comente. adoraria ler um comentário teu. abraços