10 de maio de 2007

Errei feio!

Sabem daqueles erros evitáveis? Pois bem, cometi um, ao afirmar que não havia representante do Ministério das Comunicações participando dos debates. Marcelo Bechara, advogado e Consultor Jurídico dos Ministério das Comunicações fez parte da Mesa de Debates 3 sobre "Marcos regulatórios" da TV Pública brasileira, na tarde de ontem. Ao não ler atentamente a programação, exposta na Internet e no folder apropriado, cometi esta gafe.
Fiquei chocada com o erro, mas serviu de alerta e lição. De fato, na abertura do Fórum, não houve representação do Ministério das Comunicações. Além disso, nos grupos de trabalho que prepararam os documentos para o Fórum, não houve representantes do MiniCom. Para maiorers informações, o Ministério da Cultura traz, em formato pdf, os dois cadernos com os resultados dos trabalhos destes grupos. Por outro lado, a fala do Marcelo Bechara deixou transparecer, no meu entendimento, um certo desdém pela coisa. Lá pelas tantas, ele afirma ser "casuísmo" o Fórum, uma vez que tal tema não é novo.
É comum eu cometer esquecimentos importantes e é comum eu passar saias justas por isto. Tem tudo a ver com seqüela da minha moléstia do figado, associada aos efeitos colaterais dos imunossupressores que uso. Mas, daí, levo um enorme susto e passo a ter mais cuidado. O Dialógico é um blog bem acessado e aumenta a responsabilidade social em relação às informações que nele circulam.

3 comentários:

Jean Scharlau disse...

Claudia, tua preocupação é justa, mas lembremos que a forma, as figuras presentes, não farão a importância do encontro, mas o que daí vier. Significativo é que o representante de um ministério fundamental já peche de casuísmo tanto interesse e mobilização - "de onde menos se espera,dali é que não vem nada mesmo".

Blogueiro disse...

PIOR, É ERRAR PROPOSITADAMENTE COMO FAZ A MÍDIA TUCANA.

Jens disse...

Andei afastado por um tempo (muito trabalho). Agora, atualizei-me. Tudo muito bom por aqui. Quanto ao "erro" não esquenta - ninguém que lida com informação está livre de cometer um. Como bem observou o blogueiro no comentário anterior: mais mal fazem os que erram propositalmente, como as RBs da vida.
Era isso. Paz e prosperidade. Um abraço e bom findi.