24 de novembro de 2007

Tarefa ingrata

Dois dias depois da publicação do manifesto do Partido dos Trabalhadores, repudiando o papel da mídia no caso CGTEE, onde petistas foram arrolados como presos pela Polícia Federal, um ato típico de terrorismo midiático, cinco de seus representantes foram fotografados na sede da Zero Hora.
Provavelmente, estavam lá para cobrar explicações sobre o comportamento da empresa neste episódio. Ao que tudo indica, foram bem sucedidos, haja visto, os sorrisos estampados em seus rostos. Nem nos atreveremos a supor, que a motivação, para tal visita, tenha sido outra!
Até, por que, se houve outro motivo que não este, a situação de diversos blogueiros, nós inclusive, fica muito difícil, já que a blogosfera foi implacável ao condenar as deputadas Manuela, Rosario e Luciana Genro, o deputado Beto Albuquerque e o senador Paim pelas mesuras, rapapés e visitas de cortesia que andaram fazendo à maligna por ocasião dos seus 50 anos.
Para quem defende posições de esquerda e luta pela democratização das comunicações, explicar certos comportamentos dos nossos representantes políticos está se tornando uma tarefa ingrata.
*Foto: Emilio Pedroso. De quebra, essa visita ainda produziu um furo de reportagem para a assessora da rainha das pantalhas. Já que estavam lá...

9 comentários:

Jens disse...

Eugênio: acho que estamos fazendo papel de bobos. Não me reconheço neste PT. Pela primeira vez na vida estou avaliando seriamente a possibilidade de anular o voto.
Um abraço.

marcos trindade disse...

Jens, Eugênio e Cláudia: hoje, perto das 20 horas, eu postei um comentário no site RS Urgente a respeito da "visita" dos companheiros da Mensagem a um dos sítios da RBS, ZH, atitude que classifiquei como indecência explícita. Sugeri, no texto, a leitura deste comentário no Dialógico. Sabem o que o Jornalista Marco Weissheimer fêz? CENSUROU! Esta é a nossa sina: censura à torto e à esquerda. Mas, dias melhores virão. Muita coisa que reservamos na alma, por respeito à nossa trajetória e à de milhares de gaúchos que sempre estiveram no campo democrático, virão à tona. Essa gente não perde por esperar. Eu considero a visita desses camaradas à ZH, 24 horas após a tentiva de envolver dois bravos militantes petistas no esquema de empresários-bandidos, chamado pela RBS de "Escândalo da CGTEE", um VEXAME, UMA PROVA DE QUE NÃO HÁ RESPEITO AOS MILITANTES, muitos dos quais sacrificaram até mesmo suas vidas para defender um projeto de esquerda, verdadeiramente socialista, sem adjetivações.

Claudia Cardoso disse...

Jens, Marco, Eugênio eu até compreendo que pré-candidatos, candidatos, políticos, autoridades do campo da esquerda necessitem conversar com a imprensa, pois coisa contrária é inimaginável nos dias de hoje. Acontece, que está na hora de mudar a estratégia, quando a intervenção não é ao vivo: é necessário trazer a imprensa para o seu espaço, o seu escritório, a sua sede. Além da entrevista, mais coisas podem ser ditas e serem mostradas. E quando for inevitável fazer parte de transmissões ao vivo, constrangê-los de qualquer maneira, seja alterando a pauta, seja dando um pitaco. Ao mesmo tempo que a imprensa desdenha, ela necessita tb da esquerda. Então, há que existir mais presença de espírito e atitude por parte dela (esquerda).

marcos trindade disse...

Vocês estão lembrados do post abaixo?

Pois é, foi no RS Urgente do Marco Weissheimer. Eu pergunto qual a o tratamento que deve ser dado aos companheiros da MENSAGEM pela visitinha que fizeram à Zero Hora?


19/09/2007

OS SALAMALEQUES DE ESQUERDA À RBS

Os blogs Ponto de Vista e Diário Gauche registraram hoje seu protesto (e o RS Urgente apóia) contra os constrangedores elogios de parlamentares do RS, de vários partidos de esquerda, aos 50 anos do grupo RBS.

Cristóvão Feil escreveu: “É desanimador! A gente sente vergonha por eles! Essa turma – supostamente de esquerda – perdeu completamente o senso crítico. Pior: estão com amnésia delirante. Não lembram o papel representado pela RBS aqui no Rio Grande do Sul, que, na falta de partidos autenticamente de direita, cumpre a função de intelectual orgânico e dirigente (e formulador) do pensamento conservador e tradicional”.

E Wladimir Ungaretti emendou: “É bom saber o que toda esta “catrefa de esquerda” pensa. Os outros são velhos apoiadores. Militantes da velha e conhecida direita troglodita”.

Clique AQUI para ler o Diário Gauche. E AQUI para ler o Ponto de Vista.

Escrito por Marco Weissheimer às 20h25
[ (8) Vários Comentários] [ envie esta mensagem ]

Jens disse...

Ô Marcos: tem um comentário teu tá lá no post Yeda observa os astros. Inclusive com uma explicação do Weisseimer que, para mim, explica mas não justifica e não convence.
Um abraço.

Marco Weissheimer disse...

Caros, acho que esse debate está muito atravessado. Explique ao Marcos, por e-mail, que não aprovei o comentário para evitar uma "guerra civil" de comentários sobre o tema que, obviamente, está relacionado às eleições internas do PT. Na sexta-feira, vários candidatos à presidência nacional do PT visitaram redações, inclusive o Valter Pomar (que também teve foto publicada no blog da Rosane de Oliveira). Pomar que é da mesma corrente de Júlio Quadros. Não me consta que nenhum dos candidatos, nem Pomar, nem Cardoso, tenha feito salamaleques a RBS.

Sueli - Porto Alegre / RS disse...

Cláudia,concordo contigo !

abraço

Marco Weissheimer disse...

Sobre a "censura" no RS Urgente, quero fazer uma observação. Estou controlando mesmo comentários relacionados à disputa interna do PT. Com a proximidade do PED e das prévias, o clima está muito acirrado. Já tive experiências anteriores no blog, em que esse debate interno descamba muito rapidamente para agressões e xingamentos. Nunca é demais lembrar que, seja quem for que vença as prévias, precisará do apoio de quem for derrotado. Um ambiente do que chamei de "guerra civil" não ajuda muito para isso. Já tivemos outras experiências aqui no Estado sobre esse tema. Respeito a opinião de quem acha que a lavação de roupa suja deva ser feita em público. Mas não será no RS Urgente que isso será feito.

eugênio e claudia disse...

Marcos Trindade,
com relação a essa polêmica gerada pela nossa postagem sobre "quem visita quem na RBS". Em primeiro lugar, não temos compromisso algum com partidos ou tendências partidárias. Nosso blog prioriza, antes de qualquer coisa, a luta pela democratização da comunicação. Este é um terreno espinhoso, visto que não há, dentro das esquerdas, um consenso sobre o papel da mídia hegemônica como principal articulador político da direita. Isso deixa tudo muito complicado e explica esse relacionamento, para nós esdrúxulo, entre políticos de esquerda e grandes corporações midiáticas. E disso ninguém escapa: a visita de petistas, incluindo-se aí o Valter Pomar a RBS, como vc bem observou, é um "VEXAME, UMA PROVA DE QUE NÃO HÁ RESPEITO AOS MILITANTES", isso "24 horas após a tentiva de envolver dois bravos militantes petistas no esquema de empresários-bandidos".
Com relação à moderação de comentários neste ou naquele blog, entendemos que cada blogueiro tem o direito de administrar o seu blog da forma que melhor lhe convier. Esta é uma prerrogativa inalienável de cada um que se dispõe a escrever nesses espaços e que é, no final das contas, o que garante o debate e a pluralidade.
Claro que, com isso, sempre se corre o risco de dar uma lavada de roupa suja em público, como apropriadamente observou o Weissheimer. Mas, se essas coisas acontecem hoje, é porque, no nosso modesto entendimento, a esquerda é refém da grande mídia e não tem uma política de comunicação que crie um canal direto com a sociedade para fazer frente às investidas da mídia hegemônica.
Como esquerdas assumidos, jamais pouparemos nossos representantes das críticas à sua incompetência no trato das questões que dizem respeito à mídia. Entendemos que este é o calcanhar de aquiles do nosso projeto e, enquanto isso não for tratado com a seriedade que merece, continuaremos andando em círculos e perdendo eleições para "os novos jeitos de governar".
No mais, continuamos contando com a sua presença por aqui. Abraço.