9 de setembro de 2008

Tábua rasa do pragmatismo: Manuela ignora princípios e reforça a história oficial

A candidata do PC do B, ajustada à saia do pragmatismo burguês, faz apologia à história oficial do Rio Grande do sul e deturpa imagem de personalidades.
Em propaganda na TV, ao justificar a sua jovem candidatura, estabelece uma comparação com personagens da história como Che Guevara, Garibaldi, Bill Gates e Oscar Niemeyer, não atribuindo qualificação social destes personagens, ignorando as classes sociais a que se comprometeram e quais ideais e interesses estas personalidades representam na sociedade. Colocou igualmente personagens históricamente antagônicos, como Che Guevara e Bill Gates à vala comum do oportunismo, que Manuela D'Ávila expressa inescrupulosamente, sem nenhum pudor.
O deboche à inteligência dos porto-alegrenses, não para por aí, exacerba quando, na mesma propaganda, referindo-se aos farroupilhas, dá o caráter de revolução, ao movimento que não teve nenhum compromisso social, foi uma guerra entre senhores escravistas da província e do império.
Manuela e o seu partido (PC do B) são comunistas somente na sigla partidária, o que é muito conveniente para a burguesia guasca, nacional e internacional. Essa tendência a sacrificar princípios para transigir com as circunstâncias e se acomodar a elas, tem sido a prática dos que reivindicam o rótulo de esquerda no Brasil, a começar pelo PT- Partido dos Trabalhadores. Essa prática neoliberal e pós-moderna de adesão, tem boicotado o avanço do movimento popular mais combativo da América Latina e Caribe, são os mesmos que estendem a mão ao imperialismo estadunidense e as oligarquias, pastoril e industrial do Brasil.
Fonte: RS Insurgente.
Arte: Kayser.

3 comentários:

Lau Mendes disse...

Que os adversários não nos ouçam, mas é pena o que estão fazendo com o PC do B. Infelizmente Manuela ainda não está pronta. Embora toda a simpatia e boa intenção, não é o suficiente para pretender comandar uma cidade do porte de Porto Alegre. Se o interesse real do partido é firmar o nome de Manuela no cenário político vá lá, mas deveria instruí-la. Deste jeito fica difícil minha opção no legislativo municipal e estadual pelo PC do B . Alô Dnª Cony, este seu eleitor de sempre esta ficando meio perdido nesta maré ‘rosea’.

Dialógico disse...

Maré rósea, no cenário político atual, parece ser a cara de qualquer candidata (o) à esquerda...
Lamentável que uma jovem até então com um nome a zelar, possa estar aliada à essa perversão política-idológica chamada PPS, ex-PCB, com políticos que foram alinhados com a ditadura militar filiados na maior cara-de-pau!
Ditadura esta que exilou, torturou e matou COMUNISTAS!

heliopaz disse...

Mas qual a surpresa diante de uma filha de juíza que fez jornalismo na PUCRS, não terminou Ciências Sociais na UFRGS, passou anos perambulando pelos DCEs e que nunca completou um mandato sequer?!

Ao mesmo tempo, ela não tripudia da inteligência do porto-alegrense. Em primeiro lugar, porque há mais de 1,4 milhão de porto-alegrenses, dos quais pelo menos mais da metade não utiliza o cérebro para ser solidário, cidadão, participativo, crítico.

Só não os chamo de burros porque o gado muar é mais esperto do que eles...

[]'s,
Hélio