10 de outubro de 2008

Divulgado o 15º Ranking da Baixaria na TV

Campanha divulga 15º Ranking da Baixaria na TV
Por Ana Lúcia Bonfim

Depois de quatro meses de apuração, a campanha “Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania” divulga o 15º Ranking da Baixaria na TV. Foram analisados os cinco programas de televisão que receberam maior número de denúncias. De acordo com a Coordenação da campanha os programas que aparecem neste ranking são reincidentes e merecem atenção de todos, sociedade civil, telespectadores e professores, para que não continuem a desrespeitar os Direitos Humanos na televisão.

A campanha foi lançada em novembro de 2002 e já registrou um total de 34.374 denúncias, sendo que, de maio a setembro deste ano, foram contabilizadas aproximadamente 1.500 reclamações de telespectadores insatisfeitos com a qualidade e a falta de ética da programação televisiva. As denúncias foram analisadas pelo Comitê de Acompanhamento da Programação, formado por representantes das mais de 60 entidades da sociedade civil parceiras da campanha.

Os programas mais denunciados foram: Terceiro Tempo (Rede Bandeirantes), Pânico na TV (Rede TV), Super Pop (Rede TV), SP no AR (Rede Record) e A Tarde é Sua (Rede TV). O Pânico na TV e o Super Pop aparecem pela 4º vez e A tarde é Sua pela 2º vez no Ranking da Baixaria na TV.

Com isso a coordenação da campanha, juntamente com os deputados Pompeo de Mattos (PDT-RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, e Adão Pretto (PT – RS), presidente da Comissão de Legislação Participativa, ambas da Câmara dos Deputados, decidiram encaminhar as denúncias ao Ministério Público Federal, para que seja elaborado um termo de ajustamento de conduta, pelo qual as emissoras venham a assumir o compromisso de não mais veicularem conteúdos ofensivos aos direitos dos cidadãos previstos na Constituição e na legislação em vigor.

Na próxima quinta-feira (09/10), a TV Brasil e a TV Câmara vão transmitir o programa VER TV sobre o 15º Ranking da Baixaria na TV, a partir das 22h30. Para mais informações acesse www.camara.gov.br ou ligue (61) 3216-6576. A sistematização de denúncias e os pareceres dos programas estão no site www.eticanatv.org.br .


FONTE: Ética na TV
DATA: 08/10/2008

3 comentários:

Maxwell disse...

Tá mais do que na hora de tirar esse Terceiro Tempo de circulação, os caras acham que o Corinthians que está na 2ª divisão é o melhor time do brasil e sempre repudiam as torcidas dos estados que não seja são paulo, é uma patifaria um noticiário esportivo, uma mesa redonda deve servir de propostas sobre temas e não uma avalanche de elogios para um time da 2ª divisão e o desdenho para com as outras torcidas, fora neto, fora morsa, fora Milton Neves esses caras não sabem nada de futebol e não podem continuar ofendendo os admiradores desse esporte !!!

claudia cardoso disse...

Oi, Maxwell!
É preciso ter em mente, que do ar não sai. As correlações de força entre os que defendem a qualidade da programação, bem como a democratização da comunicação, e a radiodifusão brasileira são desfavoráveis aos primeiros, nunca à radiodifusão.
A novidade em relação ao programa esportivo é que, pela primeira vez, a campanha recebe reclamação da população, com recorde de reclamações. Esse é um dado novo e positivo. Permite que se inicie uma caminhada na busca da responsabilidade social da empresa para a promoção da cidadania brasileira, neste caso, com o recorte da paz no futebol. Empresas precisam se responsabilizar pelos contratados que, numa concessão pública, falam o que bem entendem, beirando à irresponsabilidade.
Reclamações o Milton Neve e a Band recebem aos montes, mas, pela primeira vez, é a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, ligada à Câmara Federal, através do Ética na TV, que está se mobilizando. Não é pouca coisa!
Vamos aguardar, domingo tem programa.
Abraço!

Adriano disse...

Esses programas são o lixo da sociedade, principalmente 'Pânico' e 'Superpop' e 'A tarde é sua'.

É triste, pois pessoas da minha família assistem a esse lixo. São todos burros, alienados, pobres, frustrados, e não conseguem perceber a enganação e o dinheiro fácil que entregam na mão dos animais.

O que podemos fazer para acabar com essa palhaçada?