20 de fevereiro de 2009

A mídia, agora, quer provas?

Vejam o que a mídia corporativa está cobrando em relação as denúncias do PSOL:

- Zero Hora: Sem provas, PSOL acusa governo Yeda
- Folha: Sem provas, PSOL acusa Yeda de prática de caixa 2 e desvios
- Estadão: Yeda é acusada de comprar casa com caixa 2/PSOL faz denúncias contra governadora e ex-auxiliares, sem mostrar provas
- O Globo: bem, o jornalão carioca simplesmente supera os demais, porque não dá uma única linha sobre o assunto.

Que interessante! De repente, apresentar provas, passou a ser a condição sine qua nom para se acusar alguém de alguma coisa. Muito natural. Mas não no caso da nossa mídia, que nunca se furtou a apontar o dedo inquisitor, quando esse alguém fosse integrante do campo da esquerda, como muito bem aponta o professor César Bento:

Aliás, onde estão as provas contra o Diógenes Oliveira? Onde estão as provas contra o Zé Dirceu*? Falta de provas nunca foi motivo para o PRBS deixar de divulgar algo e assumir posição. Onde está a "fonte da informação"? Em vez de exigir tantas provas dos parlamentares, o PRBS deveria exigir investigação profunda das denúncias, além de fazer a sua parte.

Onde estão as provas sobre a CPI da Segurança Pública, circo montado pela RBS com apoio da bancada da direita, presidido pelo deputado fanfarrão Vieira da Cunha e que teve até juramento sobre a bíblia? A tal CPI foi completamente arquivada, pela Justiça, por absoluta inconsistência.

E a Rosane de Oliveira, então, aquela que a deputada Luciana Genro tem em alta conta?

Espero que a tua coluna possa ser um fórum de apresentação de propostas para Porto Alegre, para além das articulações políticas e negociações de alianças.

Vejamos o que ela diz da deputada e seus companheiros de sigla, sob o título Mandatos em jogo:

Pela gravidade das acusações que fizeram à governadora Yeda Crusius e a pessoas próximas a ela, o vereador Pedro Ruas e a deputada federal Luciana Genro (PSOL) empenharam seus mandatos na entrevista concedida ontem à tarde. Se conseguirem provar a existência das gravações e se o conteúdo corresponder ao que foi descrito provocarão uma hecatombe no governo. Se não conseguirem, sua credibilidade ficará irremediavelmente comprometida e passarão os próximos anos respondendo a processos na Justiça. A imunidade parlamentar não é absoluta.

Antes de tudo, ela duvida de Luciana Genro. Da Yeda, nem pensar! O que a desgovernadora apresentou até aqui, não foi suficiente para que Rosane, prudentemente, calasse a boca e aguardasse os acontecimentos. Tudo bem que ela seja o sustentáculo midiático da gestão yedista, como tem demonstrado com sobras de provas, na sua coluna. Mas por a mão no fogo por Yeda, nesse momento, convenhamos, é uma temeridade!

Repare-se bem que ela nunca relaciona a palavra mandato à pessoa da Yeda. Isso é feito somente no caso de Luciana e Pedro Ruas e, ainda, em tom de ameaça: A imunidade parlamentar não é absoluta. Em relação à Yeda, ela usa uma expressão genérica - hecatombe - mas, em momento algum, fala em "perda de mandato", "processo na Justiça", "impedimento", "cassação".

Quantas vezes, no auge do escândalo do "mensalão", não se leu ou ouviu na mídia que, agora, o "Lula perde o mandato", "não consegue escapar das acusações" e assemelhados? Em suma, quando se trata da esquerda, a mídia sempre dá nome aos bois [partido, RG, CPF], superdimensiona e até mente, se a conveniência do momento for essa: o avião cai por falta de grooving na pista, o Raul Pont fez ameaças ao Paulinho Facada e por aí vai. Enfim, a mídia não se furta a "testar hipóteses", quaisquer que sejam!

Mas é claro, Luciana, como todo os mandatos do campo da esquerda, independentemente de partido, obstinadamente, não acredita nas intenções por trás da escolha das pautas, das palavras, das imagens, na subjetividade, nos padrões de manipulação da grande imprensa. Ou seja, todos são uns irritantes poços de candura. E acham que nós, que denunciamos a venalidade da mídia, somos paranóicos que veem chifres em cabeça de burro.

Então, agora é o momento para o PSOL! Acreditamos que, realmente, o partido teve acesso a essas provas. Provavelmente, com o desenrolar dos acontecimentos, os "lasieres" da vida convidá-los-ão a participar dos "conversas fiadas". Os psolistas devem ir. Mas, com uma outra postura. Não digam "veja bem, Lasier" e não batam no "bracinho" daquela nulidade, com toda a delicadeza que o gesto exige, para pedir a palavra, no meio de seus comentários venais. Já vimos gente do nosso campo fazendo isso!!! Vão, mas vão apontando o dedo na cara desses pústulas, dizendo "olha aí o que vocês fizeram, olha aí o que vocês colocaram no poder"!

Agora, é a hora do PSOL, porque nós, eleitores do campo da esquerda, estamos ansiosos para ver alguém fazer isso. Que a deputada não repita, por favor, aquela performance do , na época do "mensalão". E nem se deixe chamar de "esquerdinha". É a grande chance de enredar a mídia nas trampas da Yeda. Já que o partido foi tão longe, que vá até o fim. É o momento de acabar com o câncer yedista e a sua metástase, a mídia.

Mas dirá Luciana Genro: não farei isso, porque não quero ser uma Joana D'Arc! Essa é uma preocupação que não deve afligir a deputada, já que ela está pra lá de queimada com a mídia! Essa gente só a quer ver pelas costas. Ela deve ver a questão por outro ângulo: cada chamuscada que levar, pode significar alguns votos a mais para ela e sua legenda. Já estamos fartos de políticos de esquerda que tem medo da mídia.

E que ela não se furte a disseminar pela blogosfera todas as informações que achar relevante e que, provavelmente, a "grande imprensa" não divulgará. Valeria a pena Luciana Genro ler tudo o que foi publicado, na Internet, sobre a repercussão das suas denúncias. Podemos garantir que a qualidade das abordagens é muito superior ao que ela poderia encontrar na mídia corporativa.

Na pág. do PSOL nacional, curiosamente, não havia nada sobre o assunto, até o momento em que a acessamos - 19hs - de hoje.

* Por mais reservas que tenhamos a ele.

3 comentários:

Eduardo Simch disse...

Não digam "veja bem, Lasier" e não batam no "bracinho" daquela nulidade...,hahahahahahah!!!
Belo texto, enfoque certeiro.
Simch

Jens disse...

Cláudia e Eugênio: sempre venho aqui, mas pouco comento. Hoje, não dá pra segurar.
Sei não, a Luciana e o Robaina não têm vocação para idiotas. Tudo indica que estão bem calçados neste caso (delegado Protógenes: receba meu abraço).
Quero ver como a mídia amiga e inescrupulosa vai enfiar o galho dentro para livrar a cara da bandidagem. Está difícil. A Luciana só faltou implorar para ser processada. Ou seja, se garante.
Porém, pessimista, acho que, com o apoio da mídia amiga e inescrupulosa, os quadrilheiros vão conseguir colocar um tapete sobre esta montanha de merda. O preço a ser pago pela quadrilha vai ser bye bye reeleição. Cadeia, impeachment, nem pensar. A elite guasca apodreceu de vez. Mas sabe proteger os seus.
Há porém a possibilidade, muito concreta, de que existam cópias do material que o PSOL alega ter visto. Que venha à luz. O sol é o melhor desinfetante. É hora de liquidar com esta máfia, sem contemplação. Oremos para que isto aconteça. Não te mixa, Luciana!
Abraços expectantes.

Eliane Mariah Lemos - Uca disse...

Meu Grande e único Amigo Pedro!!!!!
Meu Amigo Pedro
Raul Seixas
Composição: Raul Seixas e Paulo Coelho
Muitas vezes, Pedro, você fala!!! Sempre a se queixar da solidão( todo honesto é solitário ou solidário).Quem te fez com ferro, fez com fogoPedro...
É pena que voce saiba ...
Tenha provas e documentação . Contra a Yeda e a favor da população . eheheheheehehehehehheehheheeh Vai pro seu trabalho todo dia.Sem saber se é bom ou se é ruim.Quando quer chorar vai ao banheiro.Pedro as coisas não são bem assim...Toda vez que eu sinto o paraíso.Ou me queimo torto no inferno.Eu penso em você meu pobre amigo.Que só usa sempre o mesmo terno(o pai do Marcelo Cavalcante disse que ia comprar uns novos para ele).Pedro, onde você vai eu também vou....Mas tudo acaba onde começou...Tente me ensinar das tuas coisas.Que a vida é séria, e a guerra é dura.Mas se não puder, cale essa boca, Pedro!E deixa eu viver minha loucura.Lembro, Pedro, aqueles velhos dias.Quando os dois pensavam sobre o mundo...Hoje eu te chamo de careta.Pedro!E você me chama vagabundo.Pedro, onde você vai eu também vou...Mas tudo acaba onde começou.Todos os caminhos são iguais.O que leva à glória ou à perdição.Há tantos caminhos tantas portas.Mas somente um tem coração!E eu não tenho nada a te dizer.Mas não me critique como eu sou.Cada um de nós é um universo Pedro....Onde você vai eu também vou....Pedro, onde você vai eu também vou.....Mas tudo acaba onde começou...É que tudo acaba onde começou....Meu amigo Pedro !

Por favor meu amigo Pedro, não tá morto quem peleia dizia um lambari para uma baleia!!!
Nosso cardume é feito do melhor do Riogrande, nosso sangue farroupilha não se abate ou contamina, a luta será sempre a mesma contra a covardia e a ganância, e aqueles que estão agora ao lado de quem chega ao poder por meios ilícitos, em um futuro muito próximo se afogará na lama da mentira e da injustiça, tenha sempre em mim a garantia do amor fraterno de nossa amizade , creio em teus ideais, e sei de tua eterna luta por aqueles que vagabundos como eu, que estão a cada dia mais próximos da miséria e da pobresa. Um forte abraço e que Oxála nos proteja. UCA