5 de outubro de 2009

Governadora Ré no Roda Viva


Enganamo-nos sobre problemas de estômago e náusea. A entrevista da Governadora Ré, no Roda Viva, foi hilária! Sim, teve momentos de profunda irritação, quando ela mentiu, descaradamente, sobre a tentativa de invasão da sua casa, na manifestação do dia 16 de julho, e quando afirmou não existirem provas da sua participação em esquema de corrupção no RS.

Cabe destacar, que acompanhamos via Twitter, cujas informações já vieram filtradas. Isso facilitou bastante, não afetando o nosso humor. Para quem tem conta naquela rede social, ao seguir as tags #forayeda, #yeda e #rodaviva, pode-se ter uma noção dos acontecimentos desta tarde na TV Cultura.

No mais, foi um festival de besteiras, com direito a gargalhadas! A Governadora Ré delirou, como se percebe nos comentários de:

@revistaforum Internautas pedem mais objetividade nas falas de Yeda
.

@atila_valadares O que deram pra ela antes do programa? A tia Yeda não tá falando NADA com NADA.

@bereteando Yeda consegue ser mais folclórica que o Collares.

Houve também o momento "troco sirotskiano", quando o jornalista Luiz Antônio Araújo deu a seguinte estocada na Ré, conforme @revistaforum:

"O RS não virou um estado em que todos agem de uma maneira suspeita, menos a governadora?”, pergunta jornalista do Zero Hora.

Foram muitas as pérolas da rainha das pantalhas. Selecionamos algumas postadas por @revistaforum. As frases entre [ ] são nossas observações:

01. "População quer investigação, não o meu impeachment. Já foram três investigações no meu governo que me inocentaram", diz Yeda.

02. "Eu sou uma pré-candidata", declara Yeda, com relação à disputa estadual do RS. "As ruas estão me dizendo que eu vou largar na frente". [Totalmente fora da casinha!!!!!]

03. "Temos que entender a imagem que foi criada de uma mulher governadora que sanou anos de déficit orçamentário", diz Yeda.

04. Quanto mais rápido andar (a investigação), melhor pra mim. Toda investigação que termina, termina a meu favor", declara #yeda.

05. Yeda justifica acusações e denúncias como reação às ações que "feriram hábitos arraigados e interesses".

06. Yeda afirma que existe um "mercado de escândalos" no RS.

07. Yeda cita George Orwell para justificar a perseguição que estaria sofrendo no RS.

08. "Eu terminei com os intermediários em muitos setores", vangloria-se Yeda. [hahahahahaha... Essa é ótima! Nós sabemos, ela tirou o Lair Ferst de cena!!!]

09. "A radicalização fazem sair artigos contra a fiscalização tributária. Não querem pagar imposto?", ironiza Yeda.

10. "Eu to com processos abertos a todos contra esse diz-que-me-diz", diz Yeda.

11. "Tem uma turba de fofoqueiros e caluniadores", acusa Yeda com relação ao que acusam a governadora de corrupção.

12. Yeda acusa policiais da PF de terem realizado uma ação midiatica na Operaçõ Rodin.

13. Rejeição vem de um braço sidnical ligado a movimentos da oposição radical, afirma Yeda.

14. "Sou parlamentarista, mas vivo no presidencialismo", diz #yeda no #rodaviva.

15. "Eu não afasto caluniados. Essa técnica assassina politicamente as pessoas", diz Yeda. No entanto, foi um dos governos que mais afastou.

16. "O nosso modo de fazer (política) é carinhoso, discreto", diz #yeda com relação à política de PSDB, tentanto polarizar com PT.

17. "Se houver alguma prova de corrupção, eu digo que não tem", diz Yeda.

A tuiteira @SuelenLopes informou, que #Yeda tropicou e quase caiu na saída do estúdio do #rodaviva. Cortaram a transmissão dos bastidores depois disso.

Os místicos diriam: pediu, levou!

Mais, @revistaforum registra, que nenhum jornalista fez perguntas sobre a perseguição dos movimentos sociais pelo Governo Yeda Rorato Crusius. E o tuiteiro @atila_valadares adverte:

Eu perdi alguma coisa ou o Heródoto não deu o resultado da enquete: "Rio Grande do Sul: impeachment é justiça ou perseguição?"

Nós havíamos cantado a pedra a respeito do tom desse programa. No dia 4 de outubro, escrevemos:

Poderemos adivinhar o cenário: jornalistas amestradas/amestrados, com perguntas faz de conta rigorosas: um bate bola perfeito para a Governadora Ré destilar ódios e mentiras deslavadas, além de respostas delirantes do tipo "fantasmas", "serpentes", "mamãe não ajuda mais" e outras mais que deverão partir daquela cabeça para enrolar o público.

A reprise já deve estar no ar, são 22h18min.
Para nós, já basta de Yeda por hoje.

Foto: TV Cultura

9 comentários:

Felipe disse...

Tinham que fazer um estudo psicológico sobre a Yeda e relacioná-la a nomes como Nero e Napoleão.

Completamente maluca. Espero que ela não resolva cantar vento negro ao por fogo na cidade.

Dialógico disse...

Dá uma charge esse teu comentário! :-)

xuviskovic disse...

Vovó Metralha mais o fiel carteiro ( PSantana), tocam fogo em Porto Alegre , cantando Vento Negro ! Cena de um filme de Luis Buñuel !

Madalena disse...

qual foi mesmo o resultado da enquete? alguém sabe me informar?
Madalena

Atila disse...

Oi, tudo bem? Sou o @atila_valadares de quem tu fala no teu texto hehe
Mandei um email p/ a produção do programa perguntando pelos resultados da enquete. Me retornaram o seguinte:

"O resultado da enquete foi ao ar pela TV Cultura de São Paulo no último intervalo do programa, antes do início do último bloco da entrevista.

"RIO GRANDE DO SUL: IMPEACHMENT É JUSTIÇA OU PERSEGUIÇÃO?"

Votos pela Internet
87,5% justiça
12,5 perseguição

Votos por telefone
36% justiça
64% perseguição

TOTAL
Justiça 37%
Perseguição 63%"

Fiquei um tanto desapontado com o resultado final. A julgar pela esmagadora maioria que disse ser justiça ao votar pela internet (a via mais democrática) é de se estranhar os 64% que alegaram ser perseguição na votação via telefone, que acabou por 'decidir' o resultado final. Conversando com as pessoas na rua nota-se a incrível regeição que ela sofre no estado. Acredito que tenha acontecido um mutirão de votos via telefone (a ligação tinha o custo de um telefonema para celular em SP) ordenado por militantes do PSDB e simpatizantes da Yeda. Não sei, é apenas um palpite baseado em achismo.

Abraço

Felipe disse...

Por telefone?? A Yeda devia ta com o numero da enquete no Speed Dial do telefone celular...

E ainda pagou cada ligacao com nosso dinheiro.

Dialógico disse...

Impressionante! Como não há como auditar essas pesquisas, há três hipóteses:

1. O público que acompanhou pela TV, em SP, acreditou no que ouviu.

2. Houve manipulação do resultado.

3. A turma do PSDB estava preparada para ligar a todo instante.

Ou um pouco de cada item.

Átila, obrigada pelas informações! Aos demais, obrigada pela participação!

Leandro Bierhals disse...

Quero ver quando, no final da CPI, fizerem a roda viva dela. Hehehehe. Vai ficar, no mínimo, semi-inconsciente.

Eduardo Simch disse...

Essas enquetes rodavivianas e conversascruzadianas são sempre cartas marcadas e ademais só a direita endinheirada para estar telefonando e acordada até altas horas em dia útil.Eu nunca vi a direita perder nenhuma enquete no "conversas cruzadas", são safados mancomunados e de plantão, mas não adianta, a Yerda é um cadáver ambulante.