17 de junho de 2010

Greves de fome

É vergonhoso e estremamente triste, que a Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores tenha patrolado as direções estaduais de Minhas Gerais e Maranhão e impedido que o primeiro indicasse políticos como candidatos aos governos de seus estados nessas eleições. No segundo caso, a situação está gravíssima, pois dois deputados federais do PT/MA fazem greve de fome: Manoel da Conceição [75 anos]* e Domingos Dutra.

O preço da chapa majoritária PT-PMDB está ficando alto demais... Como dicen los hermanos, OJO!

*Domingos Dutra informa, através do Twitter, o fim da greve de fome do Dep. Fed. Manoel da Conceição.
Imagem: Internet

3 comentários:

Miguel Graziottin disse...

Não conheço a realidade do maranhão, porém não acho certo a intervenção federal no diretorio do PT local.
De outro modo, a greve de fome não é um recurso aceitável neste nivel de discussão.
Há muito me ensinaram que em política, para saber as motivações se olha o quadro e pregunta-se quem ganha com isso?

Dialógico disse...

De fato, Grazziottin, num contexto político como o brasileiro, a resposta correta a este questionamento dá o tom das alianças políticas: quem ganha?
Mas, nem sempre, quem vence fez o melhor jogo, lançando mão da metáfora futebolística em tempos de Copa. Até o presente momento, o PT perde feio com as alianças em MG e MA. Fiquemos atentos aos votos brancos e nulos no segundo turno nesses estados.
A pré-candidata Dilma, penso eu, avaliando o desgaste político, tem falado muito em reforma política. Nem ela, nem o Pres. Lula são bobos, nós sabemos. Aguardemos o que vem pela frente e esperemos a bendita reforma tratada pelo Congresso.

LeoSoares disse...

concordo que a direita ganha com a repercussao q a situaçao gera, mas precisamos dessa pressao em cima da direçao nacional do PT, estamos em uma situaçao extrema. Estamos em um momento em q o programa do PT só sobreviverá se o partido der uma analisada melhor na situaçao. É necessaria a aliança nacional com o PMDB? é. Mas ceder à pressao do Sarney no MA vai ser cavar o túmulo do PT, não terá mais volta.