25 de agosto de 2010

Notas sobre o I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas

O melhor do I Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas, ocorrido entre os dias 21 a 23 de agosto de 2010 em São Paulo, capital, como bem disse o Cloaca, foi a possibilidade de conhecer as blogueiras e os blogueiros pessoalmente, ou reencontrá-los novamente. O clima de confraternização da primeira noite prosseguiu no sábado e no domingo e faltou tempo para conversar com tanta gente participante desse encontro.

As 323 pessoas inscritas entre blogueiros; articulistas que não possuem blogues, mas colaboram com a blogosfera; pessoas que desejam criar seus blogues; pesquisadoras; gente de todas as idades e com diversas experiências de Internet; é outro ponto a destacar sobre a importância do encontro. Esse sentimento de pertencimento a um grupo, que se mobiliza por alguma causa, permitiu o diálogo franco e sincero entre os diferentes[1].

Público na abertura

Os paineis apresentados, os debates que se seguiram a estes e nos trabalhos em grupo, demonstraram a capacidade de formular conceitos e sugerir propostas, a fim de qualificar a blogosfera para atrair mais leitores. Nesse aspecto, avaliei que há dois campos em que blogueiras e blogueiros necessitam estudar mais: conteúdo e tecnologia.

Conteúdo

Os blogues precisam subir mais conteúdos informativos, não importando se são locais [regionais] ou nacionais. Desta forma, blogues vinculados uns aos outros se transformam em portais informativos mais do que colunas de opinião, característica mais comum de um blog.

Além disso, ainda há muito a aprender sobre as questões jurídicas e a Internet, uma vez que a ausência de um marco civil costuma promover confusão entre o que é passível de processo cível e/ou criminal para quem escreve em blog, ou mantém página na rede mundial de computadores.

E um assunto pouco debatido entre blogueiros e blogueiros, diz respeito à propriedade intelectual, uma preocupação do Éverton Rodrigues, blogueiro, militante do Software Livre, Cultura Livre e Movimento Música Para Baixar e que me chamou a atenção.

Tecnologia

Com as constantes transformações na web, seja na ferramenta, como no modelo de negócio, é preciso aprender mais sobre o software livre e o conceito de neutralidade da rede, destaque esse feito pelo Sergio Amadeu: “precisamos defender a Internet do jeito que ela é”. Trata-se de ameaça à liberdade de expressão, democracia e soberania. A tecnologia não é neutra e pode estar ligada a interesses contrários aos direitos civis na Internet. No Brasil, temos o PL do Sen. Eduardo Azeredo a ser votado pela Câmara dos Deputados. Nos EUA, é a tentativa de aprovação da ACTA, estendendo seus tentáculos ao mundo todo.

Momentos “Consagração”

O I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas já disse a que veio, com a participação da blogueira Débora Maria do blog Mães de Maio. A voz da periferia na mesa de abertura; o trabalho de luta, mobilização e informação através do blog, forma encontrada para pressionar as autoridades brasileiras a fazerem justiça e acabarem com a impunidade de policiais que mataram mais de 500 pessoas em uma semana, bem como publicar informação de qualidade para a população, para esta observadora, foi outro momento marcante do encontro. Além da sensibilidade pelo drama que as famílias vivem desde a morte injusta de seus entes queridos, a possibilidade dar voz ao dialeto da periferia é algo a destacar, considerando-se que é comum dar voz apenas à classe média acadêmica, ou política em seminários, painéis, congressos. E uma mulher negra foi a representante do Mães de Maio. Para quem acompanha a luta dos movimentos populares e de mulheres negras para exercerem o direito constitucional de igualdade, como eu, a fala da Débora Maria é a comprovação da qualidade do I Encontro e demonstra o trabalho competente da comissão organizadora do evento.

Débora Maria

O segundo momento “Consagração” foi o prêmio Barão de Itararé, por aclamação, do blogueiro Cloaca [Cloaca News]. O carinho com que foi recebido pelos participantes e a festa que se fez em torno da sua presença, indicam o reconhecimento e a importância de seu trabalho no resgate da verdade factual através do humor sarcástico, característica essa que é difícil de desempenhar, sem escorregar para o grotesco, ou ofensivo.


O prêmio Corvo a Maria Judith Brito, presidenta da ANJ, também foi por aclamação.

Rodrigo Vianna apresenta o trofeu Corvo

A abertura com a banda do Luis Nassif tocando chorinho, no início das atividades, foi outra sacada bem bolada da organização.

Luis Nassif

A Comissão Organizadora

O desafio de promover o encontro em plena campanha eleitoral para a Presidência da República e este abrigar 323 participantes, denotam o reconhecimento e a respeitabilidade ao trabalho realizado na blogosfera por Conceição Lemes, Conceição Oliveira, Diego Casaes, Eduardo Guimarães, Luis Nassif, Luiz Carlos Azenha, Miro Borges, Paulo Henrique Amorim, Renato Rovai, Rodrigo Vianna, organizadoras e organizadores do evento[2]. Se houve algum problema de organização, este foi superado pelo clima de camaradagem entre blogueiras e blogueiros experientes, campeões de acesso, ou iniciantes com poucos acessos, ou gente que ainda pensa em ser blogueira. Essa vontade de criar um grupo, unir esforços e transformar a blogosfera para melhor, é o mérito da comissão organizadora que apostou numa ideia ousada e tocou o projeto adiante.

Ano que vem tem mais e, certamente, com a participação de um público maior, já que serão realizadas etapas estaduais[3] com a mesma intenção de aproximar blogueiras e blogueiros e discutir sobre o trabalho em rede, a partir dos diversos blogues. [Claudia Cardoso]


Da direita para esquerda: Azena, Rodrigo Vianna, Conceição Oliveira, Conceição Lemes, Diego Casaes, Eduardo Guimarães, Renato Rovai e Altamiro [Miro] Borges

[1] Paulo Freire dizia que, entre diferentes, era possível o diálogo; entre antagônicos, não.
[2] Com a ajuda da incansável Danielle Penha do
Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé.
[3] Aguardar notícias nos blogues Dialógico, Somos Andando, Helio Paz, Brasil Autogestionário.


Fotos: Claudia Cardoso


-----------------------
Atualizado em 25/08/2010 às 16h40min

7 comentários:

club do softhard disse...

Ola Legal seu coteodo acesso tambem o meu blog e deixe o seu cometario!
http://clubdosofthard.blogspot.com

Alfredo Bessow disse...

Valeu, menina. Foi bom te conhecer. Vamos conversar e lincar os blogues. Vê se dá uma força aí no teu também...rs Sobre o teu comentário, apenas dois ajustes: primeiro a questão que não foi aprofundada entre liberdade e responsabilidade (em relação ao episódio da filmagem do nosso visitante borracho), segundo e para mim mais importante: que saciados no culto ao ego, o proximo encontro seja mais democrático e não fique parecendo uma assembléia onde os capas mandam e comandam o espetáculo.

Tia disse...

Opiniões diversas não faltaram, aliás, como dizem: "a esquerda só se une na cadeia", mas para um primeiro encontro achei excelente!!!! Foi um prazer mesmo Cláudia, te conhecer e também tanta gente interessante.
Voltei cheia de sonhos e idéias.
Parabéns pelo comentário do Encontro e vamos nos falando.
Leila Leite de Castro.

Cristina Maria disse...

Esse encontro foi mesmo ótimo, também estive lá, se for procurar os meus, olhe meu perfil, tenho alguns blogs, nada parecido com o seu tão bem feito...
Abraços

lola aronovich disse...

Claudia, como disse no meu bloguinho, adorei te conhecer. Vc é uma simpatia! Quando vir pra Fortaleza, vc tb tem lugar pra ficar, ok? Abração! Vou te adicionar no meu blog. E vamos manter contato!

saitica disse...

Belo, proveitoso e conciso relato Cláudia. Muito bom mesmo.
Visite o www.saitica.blogspot.com
há uma postagem sobre o 34º congresso de jornalista, você estava lá, é ?
Gostei muito do prêmio Corvo.
Abraços, daniel de andrade

Dialógico disse...

Lola, Cris, Leila, Alfredo, espero revê-los no próximo encontro!

Oi, Saitica! Estava em SP, o Congresso aconteceu no mesmo final de semana do Encontro. E vamos ver se, no próximo, os saiticas e os dialógicos participam do 2º encontro? Será em maio do ano que vem, lugar a definir ainda.