25 de março de 2006

Remédio barato é cisco no olho da mídia

Quinta-feira, dia 23 de março de 2006, o Ministro da Saúde, Sr. Saraiva Felipe, anunciou a expansão do programa Farmácia Popular. As farmácias particulares que aderirem a rede, serão identificadas pelo selo da Popular e venderão medicamentos com até 90 % de desconto, "sem prejuízo do recebimento de medicamentos gratuitos". Um enorme feito para a população empobrecida brasileira.

Qual deveria ser a notícia do dia posterior? Um feito e tanto do Governo Federal. Aquela pessoa que se dirigir até o posto de saúde ou à farmácia de medicamentos especiais e não conseguir o medicamento por estar em falta, ainda tem a alternativa econômica de comprar o medicamento, pagando, no máximo, 10% do seu valor de mercado. Não há necessidade de aumentar o seu desespero frente à falta de sua medicação gratuita (excluam-se aí os casos de transplante, cujos medicamentos possuem venda proibida ao público, e os muito pobres).

Mas a mídia hegemônica, representada pela Band e pela Globo (os noticiários que acompanhei), foram sensacionais, elas nunca me decepcionam. A Band fez matéria em que o teor foi "poderia ser melhor". A Globo foi mais criativa: "remédio para animais é mais barato que remédio para gente". As pessoas entrevistadas, em ambas as matérias, foram aposentados e aposentadas, o segmento que mais utiliza medicamentos do SUS. E pronto: uma ação social inclusiva de saúde do Governo Lula para diminuir o sofrimento da população pobre brasileira, é taxada como insuficiente (é pouco) e negativa (para bicho é mais barato). Quem ainda duvida da imparcialidade midiática?

Este tipo de coisa nós conhecemos muito bem aqui no RS. A imprensa gaúcha inventou um novo tipo de crítica ao PT: por fazer. Foi assim nas obras da terceira perimetral, "causava transtorno aos moradores" (sic). E a imprensa nacional fez escola: para não apontar como positiva a ação governamental, busca argumentos que a desqualifiquem. Aliás, neste quesito, desejo que alguém me aponte algum fato positivo registrado como tal nesta mídia hegemônica.

Pelo fim da farsa da liberdade de imprensa.
Pela democratização das comunicações.

Claudia Cardoso.

Um comentário:

edprice7220024875 disse...

Get any Desired College Degree, In less then 2 weeks.

Call this number now 24 hours a day 7 days a week (413) 208-3069

Get these Degrees NOW!!!

"BA", "BSc", "MA", "MSc", "MBA", "PHD",

Get everything within 2 weeks.
100% verifiable, this is a real deal

Act now you owe it to your future.

(413) 208-3069 call now 24 hours a day, 7 days a week.