24 de dezembro de 2006

Quem duvidar, é louco

Cedido, gentilmente, por Hals.
Ao mesmo tempo que a mídia se alinha incondicionalmente ao governo da Yeda, também aponta a sua contradição, como a prorrogação do tarifaço e o aumento do ICMS. Independentemente deste fato, Yeda fará tudo aquilo que a mídia deseja que ela faça, como desmantelamento da máquina estatal, privatizações, etc. No fundo, é só um jogo de cena para livrar a sua própria cara, pois o objetivo principal, que era colocar Yeda no poder, já foi alcançado.
Pode estar se delineando também a preparação o seu sucessor, pois Feijó não está sendo apontado, pela mídia, como o "bom menino", "coerente" na defesa dos seus "princípios" e que está se atritando com a colega de chapa pelo não cumprimento das promessas de campanha? Ele já ameaçou ir para a oposição, caso Yeda insista no tarifaço.
Quem duvidar, é louco. E mais louco ainda quem duvidar que o nosso "politizado" eleitorado não cairá em mais um golpe midiático.
Eugênio Neves

3 comentários:

Lau Mendes disse...

E.Neves,o"politizado"acaba virando ofensa pessoal.Assim desses que usamos para xingar juíz de futebol..."juíz ladrão,politizado de uma figa".O FDP já assimilaram faz tempo,mas o"politizado"....não sei não,acho que é peleia na certa.

Claudia Cardoso disse...

Uma boa idéia. Quem sabe, também, usarmos gaúchos pantalhizados?

joice disse...

É, apesar de, antes mesmo de assumir, Yeda já ter conseguido se superar ao começar a ruir sua máscara, não dá mesmo pra se pensar que os "gaúchos politizados" irão enxergar o estelionato eleitoral maquinado pela direita+RBS assim tão facilmente. Esse pessoal tem a mentira e a falcatruagem como profissão, na hora H eles sempre vêm com um plano tirado da cartola e emplacam mais um boneco pra servir seus interesses e vontades.